segunda-feira, 28 de abril de 2014

PARQUE DE DIVERSÕES NA EXPOSIÇÃO É PREOCUPAÇÃO DE VEREADORES

IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA (EXTRAÍDA DE WWW.PORTALJAGUARARI.COM.BR)


O vereador Francisco Baptista de Oliveira Carillo, em entrevista concedida hoje à Rádio Difusora , comentou sobre projetos de sua autoria e também algumas indicações encaminhadas ao Executivo.
Uma das indicações é sobre o Parque de Diversões que é instalado todos os anos no recinto onde acontece a Exposição Agropecuária. Esta foi a declaração do vereador Francisco Baptista: “tivemos algumas reclamações do Parque que veio aqui no ano passado, quanto á manutenção dos brinquedos, inclusive teve um acidente com um rapaz que fazia o trabalho na época. E as pessoas reclamaram da fila, que era enorme, e era muito rápido. Você entrava no brinquedo e ficava lá não sei quanto tempo, quer dizer, a gente não marca. Não sei se o programador do brinquedo tem uma coisa certa. Parece que é de acordo com o tamanho da fila. Mas é o seguinte: São João não tem um Parque Municipal, não tem brinquedos num lugar legal para as crianças. Então, a Exposição traz isso, por aquele momento.Eu penso o seguinte: que a Exposição não é só pelos “shows”... Esses dez dias são os dez dias em que vai ter brinquedos para as crianças. Espero que este ano os preços sejam menores e o tempo de trabalho deles aumente, para que possa atender todo mundo, e que tragam brinquedos de qualidade. Espero que o Prefeito nos atenda”.
Ainda com relação ao Parque de Diversões na Exposição Agropecuária, existe a Lei nº 2127, de 05 de junho de 2001, que foi um projeto de autoria do então vereador Leacir dos Santos Reis (PT), e estabelece o seguinte:
“Art. 1º - Fica o Poder Executivo autorizado a exigir, dos proprietários de parques de diversões, dos serviços de entretenimento e similares, a afixação, em local visível, de tabela de tempo de uso do brinquedo, recinto ou equipamento. Parágrafo único: esta exigência deverá estar contida, se for o caso, na própria licença ou documento equivalente de funcionamento concedido pela Prefeitura Municipal”.
Aguardemos agora as providências por parte da administração pública.


Um comentário:

  1. Nilson, como seria bom se as leis aprovadas e sancionadas em nossa Câmara fossem pelo menos conhecidas e cobradas pela população, esta é uma que iria beneficiar a todos, e evitaria a exploração de nosso povo, mas não é a realidade. Então que soframos e no final ainda batamos palmas, é o que resta ao povo.

    ResponderExcluir