sábado, 26 de março de 2011

NILSON BAPTISTA ESCREVE (Jornal ¨O Sul da Mata ¨de 25 de março de 2011)

Infelizmente,na bela história de nosso município existe uma inapagável mancha de sangue.Na tarde de sete de setembro de 1926,uma terça-feira,por volta de 18 horas,por motivo de radicalismo político,aconteceu uma tragédia na Praça 13 de maio,no local onde se localiza hoje a Praça Cel.José Braz.Nesse dia fatídico,em que acontecia um evento festivo naquele local,quando o primeiro orador iniciava seu discurso,adversários políticos atravessaram a praça,caminhando ¨em linha¨,alguns deles armados,e partiram para o confronto com seus desafetos - de acordo com o que revelou,em carta ao ¨Diário do Povo¨,de Juiz de Fora,o Sr.Pedro de Araujo Porto (irmão do bisavô deste colunista).A carta citada expõe o quadro político de São João Nepomuceno,fala na oligarquia que governava o município havia mais de vinte anos e descreve o trágico episódio da então Praça 13 de maio (Diário do Povo,n.28,edição de ll de setembro),em termos dramáticos : ¨ Gritos lancinantes,crises nervosas,correrias,atropelos...Corpos caíam...As balas cumpriam o seu nefasto dever... Um punhal brilhou na semi-obscuridade...Outro corpo tombava...(Reportagem sob o título ¨Sangrento conflicto em São João Nepomuceno¨).Resultado : perderam as vidas no triste episódio,um jornalista,um comerciante e um industrial.Um médico teve uma das pernas amputada.Segundo o jornal ¨A Noite¨,do Rio de Janeiro,24 pessoas saíram feridas,a maioria sem gravidade.Um ou dois com ferimentos mais graves foram atendidos na Santa Casa de Juiz de Fora,mas tiveram alta em poucos dias.Os mortos e feridos,quase todos eram pessoas ligadas à política,com exceção de uma senhora do povo,que foi atingida por uma bala perdida.(Este texto foi elaborado com base em informações contidas no livro intitulado ¨SÃO JOÃO NEPOMUCENO : UM POUCO DE HISTÓRIA¨de autoria do sãojoanense Dr.Paulo Roberto de Gouvêa Medina,membro do Instituto Histórico e Geográfico de Juiz de Fora,Professor Emérito da UFJF e Conselheiro Federal da OAB - a imagem ilustrativa tem como título : Clipart-Illustration-Of  - a Red - Blood) .

domingo, 20 de março de 2011

UM SONHO DE CARNAVAL

Num clube com detalhes arquitetônicos que eram uma mistura de nossos clubes carnavalescos Operário.Democráticos e Trombeteiros de Momo,acontecia o Grande Baile da Saudade,para o qual foram convidadas todas as figuras que povoaram o cenário carnavalesco da ¨Garbosa¨ no passado .Trajando fantasias as mais divertidas ,todos ostentando um largo sorriso ,que demonstrava o seu grande contentamento,chegavam os convidados,ora sozinhos,ora em duplas,ora em grupos ,e iam ocupando as mesas que lhes foram reservadas para aquela ocasião especial.A um canto,um pouco tímidos,o Professor Biel,acompanhado de Evônio Torres,outro grande artista sãojoanense.Eles eram decoradores dos salões do Democráticos e do Trombeteiros; e que beleza de cenários produziam! Ao lado, em outra mesa,Teresa Patrício, a primeira rainha do carnaval do Operário;Judite Campos,admirada passista da Escola de Samba Esplendor do Morro;acompanhadas por Dico do Alcebíades,respeitado dirigente da vermelho e branco,Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Caxangá;Lalai (pai do Hélio Mendonça,marceneiro),grande entusiasta do carnaval e organizador de um de nossos mais tradicionais blocos do passado.Ao lado,em outra mesa, Zé Turumbamba (Esplendor do Morro);Wolney Protásio e Manoel Alemão (representando a Caxangá);José Luiz de Souza,o mestre Tuca,Roní Gonçalves,Tião do Chocalho,Rogério Furtado,Jair Cabral e Maurizinho Menezes  (representando a Escola de Samba Avenida Carlos Alves).Outra mesa,animadíssima por sinal,era ocupada nada mais,nada menos do que pelos grandes destaques que  abrilhantavam os desfiles das nossas escolas de samba e blocos : Jair Baiana,João da Muleta,Hermano Sachetto,Marivaldo dos Santos,Alair Korch, José Fernando,Carlão,Helvécio Cabeleireiro,Edinho da Carlota,Elaine Muniz e outros.E olha lá,no meio do salão,rodopiando alegremente : Zé da Banca,Bento Clementino e Sebastião Contente! O elegante apresentador do grande baile era José Américo Avelino Barbosa,também cantor e jornalista e a orquestra,regida pelo maestro Sebastião (Nenem) Itaborahy,contava com excelentes músicos,tais como : Sebastião Alves,José Juliano Rigolon,Catirina,Jura e vários outros de igual talento.Já amanhecendo,o baile terminou com todos os participantes se reunindo na praça Coronel José Braz e dalí se dirigindo para uma alegre caminhada pelas ruas centrais da cidade,todos entoando alegremente,numa bela alvorada musical,o hino composto (letra e música) por Arlindo José dos Santos : ¨ Terra Sãojoanense Querida¨,sendo que um dos foliões mais  entusiasmados era Onofre Pereira,fidelíssimo adepto do Operário.(A ilustração desta crônica foi extraída de patrícia-educar.blogspot.com).

domingo, 13 de março de 2011

PINTOR PAULO PÁVEL TEM TALENTO RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE

Nosso amigo e ex-professor Paulo Tavares Pável recentemente teve vários de seus trabalhos publicados no site francês doucefrance41.com,que também dedicou alguns comentários sobre nossa cidade.Isto,para nós, é motivo de muito orgulho e satisfação ,pelo fato de acompanharmos há muitos anos o belíssimo trabalho desse talentoso artista plástico,nascido na cidade de Rio Novo,mas sãojoanense de coração,já que vive e trabalhou entre nós por muitos anos,atuando como professor,bancário e pintor.Ao acessar o site clique no link  ¨Tableaux  d'un peintre brésiliene : Paulo T.Pavel¨(quadros de um pintor brasileiro:Paulo T`.Pável).Parabéns,amigo Paulo,sentimo-nos felizes por   seu inestimável talento ter sido reconhecido no exterior.

quinta-feira, 3 de março de 2011

INCRÍVEL,EXTRAORDINÁRIO!

Muitíssimo interessante a Aquarela do Brasil ,cantada pelo coral esloveno Vokal Xtravaganzza,com perfeitíssimo sotaque português do Brasil.Incrível,extraordinário,inesquecível.