domingo, 19 de junho de 2016

"Gilson Duro" descoberto por um radialista juiz-forano na década de 1980

GILSON CLEMENTINO, AOS 55 ANOS. O LOCAL DA IMAGEM, FEITA PELO RADIALISTA JUIZ-FORANO LÉO DE OLIVEIRA, FOI A RUA CAPITÃO BRÁS, PRÓXIMO À RESIDÊNCIA do SR. SÍLVIO RIGOLON. A FOTO QUE AQUI EXIBIMOS FOI EXTRAÍDA DE : WWW.RADIALISTALEODEOLIVEIRA.BLOGSPOT.COM.BR

Em 1982 o radialista juiz-forano Léo de Oliveira, então com 24 anos de idade, resolveu realizar um ensaio fotográfico em São João Nepomuceno e, entre outras figuras humanas que circulavam pela cidade na época, clicou nada mais nada menos do que Gilson Clementino, o popular carregador de malas conhecido como “Gilson Duro”, pessoa muito querida na comunidade são-joanense, que contava então com 55 anos de vida.

Na última quinta-feira a população de São João Nepomuceno se sentiu extremamente triste com a morte de “Gilson Duro”, aos 89 anos, deixando o “Bloco da Girafa” – agremiação carnavalesca à qual dedicou muitos anos de sua vida – eternamente desfalcada em sua composição.

Fazemos aqui o registro, destacando que o grande folião, jogador de futebol e por muitos anos auxiliar dos viajantes que aqui chegavam, transportando suas malas, além de conquistar a simpatia da maioria dos são-joanenses foi merecedor da atenção do radialista Léo de Oliveira, hoje também vereador em Juiz de Fora.

Gilson Clementino, fisicamente, não está mais entre nós, mas sua passagem pela história de São João Nepomuceno ficará indelevelmente marcada em nossos corações e mentes, pela sua simplicidade e alegria, muito próprias dos puros de espírito.


quarta-feira, 15 de junho de 2016

Conhecendo Nepomuk, a cidade irmã de São João Nepomuceno

PREFEITURA DE NEPOMUK (FOTO EXTRAÍDA DO SITE OFICIAL: WWW.MS.NEPOMUK.CZ)
PREFEITO DE NEPOMUK, SR. JIRI SVEC (FOTO DO SITE OFICIAL DA CIDADE)

Visitando Nepomuk, na República tcheca, cidade irmã da nossa São João Nepomuceno desde 16 de maio deste ano, com auxílio do google street view  (ferramenta da internet que nos permite percorrer as ruas de milhares de cidades pelo mundo a fora, via satélite), fizemos algumas constatações importantes. Como exemplo citaremos:

- O aspecto geral da cidade, impecavelmente limpa;
PRAÇA CENTRAL DA CIDADE (IMAGEM DO GOOGLE STREET VIEW TIRADA DE CELULAR)




- Prédios públicos e particulares totalmente livres de pichações;
MUSEU DE NEPOMUK (IMAGEM DO GOOGLE STREET VIEW )

- Lixeiras estrategicamente colocadas em inúmeros pontos, inclusive para coleta seletiva, sem o mínimo sinal de vandalismo;
IMAGEM DO GOOGLE STREET VIEW

- Praças e jardins em ótimo estado de conservação;

- Ruas fartamente arborizadas;


- Abrigos de passageiros de boa qualidade nos pontos de ônibus urbanos, além de muitos outros detalhes.
IMAGEM DO GOOGLE STREET VIEW


A vila de Pomuk passou a ser considerada oficialmente como cidade, recebendo o nome de Nepomuk, no ano de 1413, ou seja, há quase 603 anos, quando o Brasil ainda não havia sido descoberto! Interessante como uma cidade tão antiga possa conter grande número de edificações públicas e também particulares em tal estado de conservação. Sua população hoje é de aproximadamente 4.600 habitantes, com uma invejável qualidade de vida, fácil de perceber pela presença de veículos novos estacionados pelas ruas e o estilo das residências, arquitetura denotando o bom gosto de seus proprietários. Nota-se também, pela aparência impecável dos prédios escolares, a excelente qualidade da educação.
ESCOLA MATERNAL EM NEPOMUK (FOTO: SITE OFICIAL DA CIDADE)

CRIANÇAS EM ESCOLA MATERNAL DE NEPOMUK (FOTO EXTRAÍDA DO SITE OFICIAL DA CIDADE)

São João Nepomuceno é bem maior do que Nepomuk, mas para confirmar o ditado de “que tamanho não é documento”, temos muito a aprender com nossa irmã mais velha, terra onde nasceu o nosso Santo Padroeiro.

Mais algumas fotos:
IMAGEM DO GOOGLE STREET VIEW
IMAGEM DO GOOGLE STREET VIEW
IMAGEM DO GOOGLE STREET VIEW

IMAGEM DO GOOGLE STREET VIEW