sexta-feira, 30 de setembro de 2011

FALTA DE RESPEITO E CONSIDERAÇÃO

Na foto vemos um exemplo de como se encontram os passeios da cidade.No nosso entender tal fato traduz a falta de respeito e descaso,tanto dos proprietários,como da administração pública,em relação às pessoas com deficiência,mobilidade reduzida,aos idosos,crianças e gestantes,que diariamente correm riscos de quedas,causadas por buracos de todos os tamanhos e ¨idades¨ (alguns com anos de existência).Na Rua Daniel Sarmento, há anos os passeios estão em péssimo estado;na Rua Presidente Getúlio Vargas,da esquina do Bradesco até à esquina onde funciona um restaurante, existem diversos buracos; na Rua Dr.Péricles Vieira de Mendonça,há um passeio onde é praticamente impossível um cadeirante,por exemplo,passar,ou até mesmo uma pessoa idosa (há uma verdadeira cratera).Ainda existem muitos outros passeios mal conservados ou até mesmo destruídos no centro da cidade.Do jeito que as coisas vão indo não demora muito os cadeirantes,deficientes visuais,idosos ,pessoas com mobilidade reduzida,entre outros,ficarão impossibiltados de exercer o direito constitucional de IR E VIR .O que,aqui para nós,será um grande absurdo.Aguardamos providências.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

COLOQUE-SE EM NOSSO LUGAR

A empresa que opera o transporte coletivo urbano em São João Nepomuceno adquiriu recentemente vários ônibus novos,todos adaptados com plataforma elevatória para cadeirantes.Um jornalista editor de um dos jornais da cidade,comentando sobre uma audiência pública sobre transporte coletivo,que aconteceu na Câmara de Vereadores no último dia 22, escreveu o seguinte : ¨somos sabedores que a empresa adquiriu recentemente ônibus modernos,dentro dos padrões usados nos grandes centros,inclusive com equipamento especial para atendimento a cadeirantes,com elevador.Cabe aqui um esclarecimento que achamos oportuno.Nossa cidade está hoje com cerca de 30.000 habitantes e procuramos saber se existe um registro de quantos cadeirantes possuimos em nossa comunidade e o máximo que conseguiram me apontar foi cerca de 10 (dez) pessoas.Pode até ser que tenhamos um pouco mais¨.Ora,sou cadeirante e utilizo o excelente serviço que é prestado pela empresa.Para nós,pessoas com deficiência,foi uma grande conquista.Posso afirmar a esse mal informado jornalista que somos muito mais que dez cadeirantes na cidade,entre crianças,jovens e idosos,sendo que muitos não se utilizam do transporte coletivo por possuírem veículos próprios,terem parentes que os possuem ou por não desejarem .Mas os veículos estão à disposição de todos,felizmente para nós que deles necessitamos,sendo isto,inclusive,um direito constitucional,e não um favor ou um ato de caridade.A esse senhor só podemos deixar uma mensagem : COLOQUE-SE EM NOSSO LUGAR!(A imagem que ilustra esta postagem foi extraída de www.blogdocadeirante.blogspot.com.br do nosso companheiro cadeirante Alessandro Fernandes,de Belo Horizonte).