domingo, 7 de novembro de 2010

Homenagem

Este é Carlos Mauro de Oliveira Martins,um dos maiores bateristas da história musical de São João Nepomuceno.Seu filho Weber Martins (Webinho) puxou ao pai e também é um excelente e requisitadíssimo
baterista.Ao Carlos Mauro,amigo de velha data,um grande abraço do Magno.

4 comentários:

  1. Eis aí uma figura muito querida por todos. Grande musico e pessoa humana como poucos.
    A história do Pytomba passa pelo Carlos Mauro.
    E não é que o cara tinha coragem de emprestar sua Bateria pra gente. Juntamente com Rubens Pinton chegou a quebrar nosso galho em muitas oportunidades. Recebia-nos sempre com muita alegria em sua casa mesmo sabendo de nossas segundas intenções.
    Profissional dedicado e competente que, em seu trabalho, atende a todos com muito carinho e alto astral.
    Abração ao amigo

    ResponderExcluir
  2. Como dizia meu saudoso Pai: " Carlos dê Mauro ".
    Músico da melhor qualidade, e figura humana espetacular. Botafoguense, como a maioria dos torcedores, Carlos Mauro também é referência na área da Saúde. Técnico em Enfermagem, no setor de vacinas da Policlínica Microrregional de São João Nepomuceno, é o mais requisitado pelos usuários.
    Parabéns Carlos dê Mauro pelo Ser Humano que você é.

    Parabéns Nilson pela justa homenagem.

    ResponderExcluir
  3. Falar,ou escrever,sobre Carlos Mauro,é um prazer e uma alegria.Trata-se não apenas de um amigo e ex-colega de trabalho,mais que um amigo,um irmão.

    ResponderExcluir
  4. Nilson, mais uma você nos brinda com esta homenagem a Carlos Mauro, e eu cada vez me encanto com homenagens. Lembro do Carlos Mauro tal como webinho tocando bateria em ensaio no antigo Operario (no antigo prédio da Comendador Francisco Ferreira) ele ao lado de seu pai Jura, que eu juro um musico e tanto e grande amigo do meu pai, que como eu não entendia bulufas de musica, mas de amizade, ah! isto ele entendia.
    Meu amigo Carlos Mauro merece estar homenageado na galeria dos grandes musicos são-joanenses assim como o Jura do sax de saudosa memoria.
    E lhe confesso há anos brincamos um com o outro e as pessoas que nos ouvem ficam nos olhando, talvez pensando "Esses dois estão ficando doidos" e eu baixinho os respondo "cada vez mais estamos ficando mais amigos"
    Abraços para você e ao homenageado nosso grande Carlos Mauro, que juro ser mais do que um irmão.

    ResponderExcluir