domingo, 14 de novembro de 2010

E a casa onde seria o museu da cidade?

O sobrado pertenceu ao casal D.Prudenciana Faustina de São José-Comendador José Soares Valente Vieira.A residência fazia parte de um conjunto de construções antigas que circundavam a igreja Matriz.A tradição oral de São João Nepomuceno conta que o sobrado foi o local onde se deu uma festa em homenagem a D.Pedro I,numa passagem que o mesmo teve por nossa região no ano de 1881.A casa foi certamente um cenário onde importantes decisões sobre os rumos da cidade foram tomadas,dada a importância das pessoas e das famílias que nela residiam ou que a frequentavam . Dona Prudenciana,conhecida fazendeira na cidade,era neta de Domingos Henriques de Gusmão,um dos fundadores da cidade.Ela,por sua vez,pensando na juventude de sua terra,fundou nossa primeira instituição de ensino secundário,o Ginásio São Salvador,em 1912,que ramificou-se posterirmente em vários estabelecimentos,como a Escola Normal Dona Prudenciana.Hoje a Escola Normal não existe mais,nem o sobrado onde sua fundadora viveu,mas o nome de D.Prudenciana Faustina de São José,ficou perpetuado no CAIC,que recebeu seu nome numa justíssima homenagem.

Um comentário:

  1. Nilson,
    Parabéns pelo belo histórico sobre o Sobrado que existia no largo da Matriz.
    Tenho algumas linhas também falando sobre ele e coincidentemente pensava em fazer uma postagem para breve.
    Lamentavelmente não mais existe, mas continua vivo em nossa memória.
    abraços

    ResponderExcluir