terça-feira, 19 de maio de 2015

CIDADE GARBOSA: DUZENTOS ANOS DE HISTÓRIA




O marco inicial da cidade foi uma capela em honra a São João Nepomuceno, o Santo Protetor dos pioneiros que aqui chegaram. As terras foram doadas pelo Guarda Mor Furtado de Mendonça em 1815. Portanto, no último dia 16 ,sábado, foi comemorado o nosso Bicentenário.

São João Nepomuceno

De família pobre, São João Nepomuceno nasceu quando seus pais já estavam em idade avançada. Daí ser “João” o seu nome, numa alusão ao nascimento de João Batista que também nascera quando Santa Isabel já era bastante idosa. Estudou na Universidade de Praga, onde se formou em Direito Canônico e doutorou-se em Teologia.

Ordenado sacerdote, sua grande eloquência levou-o à Corte, e ali se tornou capelão e confessor. A própria rainha e imperatriz Joana tomou-o para diretor espiritual. Pouco se sabe da realidade dos fatos que culminaram no seu cruel martírio. Alguns afirmaram que São João Nepomuceno tornou-se um obstáculo às pretensões do rei, desejoso de controlar a Igreja. A opinião mais comum, entretanto, é que na impossibilidade de arrancar-lhe o segredo da confissão concernente à vida de sua esposa, o rei mandou torturá-lo.

Primeiro queimaram em fogo lento suas partes íntimas. Como continuasse firme na decisão de manter o segredo da confissão, sem que ninguém percebesse foi lançado nas águas do rio Moldava.

O corpo de São João Nepomuceno foi, entretanto, descoberto e recebeu digna sepultura na Igreja de Santa Cruz. Em seu túmulo foi gravado este epitáfio: “Aqui jaz o venerabilíssimo João Nepomuceno, doutor, cônego desta igreja e confessor da rainha, ilustre pelos seus milagres, o qual, por ter guardado o sigilo sacramental foi cruelmente torturado, e lançado de cima da ponte do rio Moldava, por ordem de Venceslau IV, no ano de 1383”.
TÚMULO DE SÃO JOÃO NEPOMUCENO,NA CIDADE DE PRAGA, REPÚBLICA TCHECA (FOTO:TÂNIA LOBÃO) CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA.


Em solenidade realizada na Câmara Municipal, se fizeram presentes o Senhor Prefeito Municipal, Célio Filgueiras Ferraz; a Senhora Vice-Prefeita, Dona Dulcinéia Reggi Barbosa e os vereadores Dr.Carlos Alberto dos Santos, Ruy Rodrigues Barbosa, Heraldo Barbosa Gruppi, Antônio Braz Alves Coelho, padres Anderson Januário Hudson e Ney Ângelo Furtado Moura, tendo participado especialmente o professor Luís Antônio Fajardo Pontes, estudioso da nossa história. A comitiva dos convidados especiais se compunha das seguintes personalidades: Sr. Pavel Prochazka, Cônsul Geral da República Tcheca no Brasil; Sr.Luiz Augusto Guadalupe, Consul Honorário da República Tcheca em Minas Gerais; Padre Romuald Stepan Rob, Superior do Monastério Dominicano de Praga e representante de Sua Reverendíssima Dom Dominik Duka, Cardeal Arcebispo de Praga, além do Revmo. Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira.
Aos ilustres convidados o Sr. Francisco Augusto Baptista de Oliveira Carillo, vereador Presidente da Mesa Diretora da Câmara, fez a seguinte saudação:

“É com imenso carinho e satisfação que o povo são-joanense recebe a inestimável e histórica visita de personalidades tão distintas aqui presentes na nossa Casa de Leis. Nesse ano em que se comemora o bicentenário de fundação do nosso município, a presença dos Senhores compõe e representa com grande ênfase a alegria, o simbolismo e a história do país com a louvável colonização dos nossos irmãos portugueses sob o comando do Imperador Dom Pedro I, nessas terras que depois ficaram conhecidas internacionalmente pelas belezas naturais e suas riquezas minerais”.

Após a solenidade na Câmara, os presentes se dirigiram à Prefeitura Municipal, onde se uniram ao Príncipe Dom Antônio de Orléans e Bragança e à Princesa Christine de Ligne de Orléans e Bragança, seguindo em procissão, conduzindo a imagem de São João Nepomuceno até à Igreja Matriz, onde se seguiu uma cerimônia religiosa em honra ao Padroeiro da cidade.
CONCERTISTA TCHECA DURANTE APRESENTAÇÃO NA IGREJA MATRIZ (FOTO: LUIZ RENATO GOMES) CLIQUE NA FOTO PARA AMPLIÁ-LA.

Após a cerimônia religiosa a renomada concertista tcheca Jitka Hosprová ofereceu aos presentes momentos de enlevo e encantamento, apresentando vários números executados em seu instrumento preferido, a viola clássica. No final, foi aplaudida de pé. Um espetáculo simplesmente inesquecível.

Encerrando o movimentado dia de festividades, entre elas uma alvorada e um desfile cívico-militar, procedeu-se, na Praça da Bandeira, ao lado da Igreja Matriz, ao descerramento da placa comemorativa do Bicentenário da Cidade de São João Nepomuceno. Nesse momento o destaque foi a participação especial de Suas Altezas Reais, o Príncipe Dom Antônio de Orléans e Bragança ao lado de sua esposa, Princesa Dona Cristhine de Ligne de Orléans e Bragança. O casal real foi muito cumprimentado e elogiado pela sua simpatia, simplicidade e carinho para com todos os que deles se aproximaram.

Parabenizamos a todos que, de uma forma ou de outra, contribuíram para o brilhantismo das comemorações do dia 16 de maio, que esperamos se tornem a cada ano mais entusiasmadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário