terça-feira, 12 de abril de 2011

PERIGO VOADOR

Recentemente fui infectado pelo mosquito da dengue,contrai a doença e passei pelo mesmo sofrimento que a tantos tem afligido nos últimos tempos.O sentimento que fica é um misto de revolta e frustração.Revolta por ter certeza de ter cumprido todas as orientações no sentido de evitar a proliferação do famigerado mosquito transmissor,procurar manter meu quintal limpo e minha família protegida,mas,ao mesmo tempo,saber que nem todos assim o fazem.De que adianta,por exemplo,meu quintal e minha casa livres de objetos que possam servir de criadouro para o mosquito,se em volta,os vizinhos não fizerem o mesmo? Eu e minha família estaremos expostos do mesmo jeito.De que adianta o poder publico fazer a sua parte,se grande parcela da população não leva a sério as orientações e os constantes alertas e avisos sobre os riscos da doença?A frustração fica por conta da certeza de que,depois de todo o sofrimento,dos incômodos e preocupações causados aos familiares,ainda poderei ser contaminado outras vezes em que a doença poderá vir mais violenta,causando até um mal maior,já que pode estar na forma hemorrágica e ser até mesmo fatal.Estamos nas mãos de Deus! Mas,e as pessoas?Ficam omissas e deixam tudo acontecer como se fosse a coisa mais simples do mundo? E as crianças recém-nascidas,as outras maiores,também indefesas contra o vírus,e os idosos,como ficam? Em todas as famílias a doença pode entrar,sejam pobres ou ricas,simples ou poderosas,e em todas elas há crianças e velhos,jovens e adultos,que merecem toda a proteção e respeito.Fica aqui o nosso apelo :DENGUE É COISA MUITO SÉRIA,NÃO BRINQUE COM A SUA VIDA E MUITO MENOS COM A DOS OUTROS!...

Nenhum comentário:

Postar um comentário